Envio em 24 - 48 horas e GRÁTIS para encomendas superiores a 29€!

Carrinho de Compras

O seu carrinho está vazio

Continuar a Comprar

4 conselhos tecnológicos (e outros hábitos simples) para aliviar a astenia da primavera e as alergias que este irão chegar antecipadamente

A chegada das boas temperaturas costuma dar-nos mais ânimo, mas também provoca a proliferação de alergénios, sobretudo este ano, que se prevê que comecem antes e se prolonguem devido à falta da chuva e ao aumento da contaminação nas cidades. Da mesma forma, a mudança do tempo pode gerar conflitos de adaptação e astenia da primavera. SPC, a empresa tecnológica espanhola especializada no desenvolvimento de produtos smart, explica como a tecnologia nos pode ajudar a aliviar alguns sintomas primaveris.

No dia 20 de março entrou a primavera. Uma estação que é sinónimo de mais horas de sol, melhores temperaturas e, consequentemente, do ressurgimento da natureza que enche tudo de cores.

Ao mesmo tempo, o aumento das temperaturas acarreta consequências como o aumento da polinização e uma melhoria das condições de crescimento dos ácaros do pó, dois dos principais alergénios que afetam os 12 milhões de espanhóis com doenças alérgicas. Além disso, este ano, com a falta de chuva que estamos a sofrer até agora e o aumento da contaminação nas cidades, prevê-se que as alergias da estação comecem antes e se prolonguem no tempo. Esta situação fará com que o processo de adaptação corporal, ao qual a alteração dos padrões luminosos e o aumento das temperaturas obriga, nos afete a nível hormonal, provocando a chamada astenia da primavera, que deriva numa sensação de fraqueza e de falta de vitalidade.

Não existem remédios mágicos para evitar estes problemas primaveris, mas a SPC, a empresa tecnológica espanhola especializada no desenvolvimento de produtos eletrónicos de consumo, explica de que forma a tecnologia pode ajudar-nos a enfrentar os seus sintomas com uma série de indicações.


Mantém o pó controlado

De acordo com a Sociedade Espanhola de Alergologia e Imunologia Clínica, 50% das pessoas que sofrem de asma e rinite alérgica são sensíveis aos ácaros do pó. Por isso, é muito importante reduzi-los para o mínimo. É fundamental limpar de forma regular, e uma das maneiras mais eficazes é utilizar um robô aspirador, precisamente porque quase não levanta pó ao limpar.

Os dispositivos que incluem um ionizador, como é o caso de alguns purificadores inteligentes, também são uma grande ajuda. Esta características faz com que tanto as partículas do pó como os ácaros caiam ao chão, o que não só limpa o ambiente, como também torna mais fácil de limpar.

Verifica a temperatura e a humidade

Para dificultar o crescimento dos ácaros, o ideal é manter a temperatura da sua casa entre os 20 e os 22 °C, e a humidade relativa abaixo dos 50%. Para manter ambos os registos sob controlo, pode ser útil um medidor de CO2 como o SPC CO2 AIR QUALITY MONITOR, uma vez que entre as suas funções encontra-se a possibilidade de medir em tempo real a humidade e a temperatura.

Os ambientes secos, nos quais a humidade está abaixo dos 30%, podem gerar irritação das mucosas nasais e piorar os sintomas alérgicos. Nesse caso, é possível recorrer a dispositivos como o humidificador inteligente SPC EVADNE para aumentar a humidade, mas nunca acima dos 50%.

Ventila e purifica o ambiente

Por um lado, a ventilação da casa tem inúmeros benefícios para a pessoa alérgica: facilita a expulsão de partículas de pó e ácaros, regula a humidade, oxigena o ambiente... Mas, por outro lado, em plena primavera é fácil ver entrar uma boa quantidade de pólen, mesmo quando tem em conta os níveis no exterior.

O que é recomendável é abrir as janelas de forma intermitente, durante períodos de entre 5 e 10 minutos, e nas horas em que o pólen circula menos (entre as 10:00 e as 19:00, e a partir das 22:00). Reduzirá ainda mais o perigo do pólen se utilizar um purificador inteligente como o SPC ESPIRARE MAX que, estando equipado com um filtro de alta eficácia HEPA 13, é capaz de eliminar 99,95% dos alergénios do ambiente. Além disso, incorpora tecnologia de luz UV-C, que pode servir para eliminar os ácaros.

Aproveita as possibilidades da aromaterapia

Os difusores de aroma como o SPC NERTA podem ajudar a aliviar os sintomas das alergias primaveris e a astenia através da aromaterapia. A grande variedade de óleos essenciais à nossa disposição abre-nos grandes possibilidades.

Por exemplo, o óleo essencial de eucalipto não só ajuda a limpar as vias respiratórias, como também contribui para melhorar os ânimos e tranquilizar a mente. Especialmente vantajoso contra a astenia, é o óleo essencial de bergamota, que estimula a libertação de serotonina e dopamina e, por isso, alivia os transtornos do estado de ânimo.

Muito mais do que tecnológico

Também a prática desportiva é muito aconselhável, porque além de libertar endorfinas, que atacam diretamente o decaimento e a sensação de fraqueza da astenia, pode ajudar as pessoas asmáticas ao melhorar o funcionamento do aparelho respiratório. No entanto, ao sofrer de alergias primaveris, a melhor opção é exercitar-se dentro de casa.

Não menos importante é a criação de uma rotina de descanso que ajuda o corpo a acostumar-se às mudanças de hora. Para ajudar a que as pessoas alérgicas ao pó tenham menos problemas para conciliar o sono, é uma boa ideia o uso de capas, tanto nas almofadas como nos colchões, com tratamento anti ácaros.

Se sofrer de uma alergia primaveril, é recomendável ingerir alimentos que ajudem no alívio dos sintomas e, neste caso, é necessário optar pelos que contêm mais vitamina C, antioxidantes e anti-inflamatórios, como a maçã, o gengibre, a curcuma, o alho ou a cebola. Todos eles, acompanhados por outra classe de alimentos naturais que complementem uma dieta saudável e equilibrada, proporcionam ao corpo uma energia natural que pode contribuir de forma decisiva na luta contra a astenia da primavera.

Português (portugal)