Envio em 24 - 48 horas e GRÁTIS para encomendas superiores a 29€!

Carrinho de Compras

O seu carrinho está vazio

Continuar a Comprar

Passar a Páscoa na montanha? As vantagens de andar sempre com o seu smartphone caso se perca ou sofra um acidente

Com a Páscoa chega o bom tempo, e muitos portugueses decidem sair para fazer uma excursão na montanha de forma a desfrutar de tudo o que a natureza nos oferece. Na SPC, a empresa tecnológica espanhola especializada no desenvolvimento de produtos eletrónicos de consumo, oferecemos cinco recomendações úteis para que a experiência não saia frustrada, graças à ajuda do nosso smartphone. O seu telefone pode tornar-se no seu melhor salva-vidas na montanha.

Ir para o monte é uma das atividades preferidas de muitos portugueses que procuram no seu entorno um escape físico e mental do seu dia a dia e, mais concretamente, da sua vida na agitação da cidade. Felizmente, graças aos smartphones há muito tempo que deixou de ser uma aventura arriscada, pois podemos realizar excursões pelas florestas sem medo de nos perdermos e de que ninguém saiba onde nos encontrar. A seguir, SPC, a empresa tecnológica espanhola especializada no desenvolvimento de produtos eletrónicos de consumo, oferece cinco conselhos para aproveitar a vida natural graças aos smartphone.

 

Sempre localizável com o seu smartphone

Se sai sozinho(a) para a montanha, a pé ou de bicicleta, pode ser complicado localizá-lo(a) se, por qualquer azar, sofrer um acidente. Felizmente, existem aplicações que permitem que esteja conectada de forma permanente para que a sua localização seja enviada ou que avisam os serviços de emergência automaticamente, com as suas coordenadas GPS, caso fique inconsciente devido a um acidente.

No entanto, se, pelo motivo que for, não acha necessário ter tanto cuidado, pode usar o WhatsApp, uma aplicação universal, e enviar para uma pessoa da sua confiança a sua localização permanente e em tempo real até durante oito horas.

 

Descubra novas rotas com o GPS do seu telefone

Bem equipado, com as aplicações ideais, o smartphone irá mostrar-lhe um novo mundo por descobrir, mesmo quando a sua saída para a montanha passar por locais que já conhece. E ainda, existem aplicações que, a partir da sua localização, lhe oferecem rotas que outros utilizadores já percorreram, com os respetivos níveis de dificuldade e conselhos para percorrê-las, em função da orografia ou das condições do terreno. Desta forma, as suas saídas serão sempre diversificadas, apesar de se mover pelo mesmo ambiente.

 

Tem uma emergência? Telefone para o 112

Antes de sair para a montanha, é necessário planificar bem a rota, com aplicações como as que comentamos acima, combinando-as com outra exploração ligeiramente diferente: a da rede telefónice. A maioria das operadoras telefónicas ofecerem nos seus respetivos sites um plano com as zonas de rede 2G para que, pelo menos, possa telefonar em caso de problemas ou assegurar-se onde se encontra a zona mais próxima com rede.

Felizmente, poderá sempre telefonar para o 112 em caso de emergência e, se a sua companhia não tem rede nessa área, a chamada será efetuada graças à fornecida por outra operadora. Mas tenha em atenção que este número destina-se apenas a emergências reais.

 

Com a bateria sempre no máximo

É fundamental sair com o telefone bem carregado se vamos passar o dia fora. Se chega ao final de uma jornada no dia a dia com muita dificuldade, de certeza que lhe custará aguentar o péssimo clima no exterior. O mais aconselhável numa saída rural é colocar o ecrã com o máximo brilho para oferecer uma boa visibilidade no exterior. Além disso, o dispositivo estará continuamente à procura de rede e conexão 3G ou 4G. Por isso, o GPS, necessário para que nos possamos mover ou seguir rotas desconhecidas, também consome uma boa quantidade de recursos.

Em realidade, o ideal, se não sabe se aguenta tanta agitação, é levar uma bateria externa à qual conectá-lo quando a autonomia começar a ceder. Também pode desativar funções que não precisa, como o Bluetooth. Ponha-o em modo avião ou desligue-o diretamente se estiver em grupo, com outras pessoas conectadas, e não irá precisar dele. Nunca sabe quando lhe pode fazer falta.

 

Conserve bem o seu smartphone

Já sabe que o frio e o calor, em temperaturas extremas, não são bons amigos dos smartphones, uma vez que a bateria e o ecrã podem sofrer muito com eles. A chuva ou a incidência direta da luz do sol sobre o seu ecrã também não são precisamente bons aliados. Procure conservar sempre o seu telemóvel numa faixa de temperatura entre os 10 e os 30 ºC, e evite que esteja sob situações extremas de intempérie, como uma grande humidade, inimiga acérrima dos componentes internos do seu telefone.

Para isso, conta com vários recursos: uma capa para o preservar, uma bolsa para resguardá-lo, utilizá-lo só em mãos-livres e não tirá-lo da mochila… Em suma, conserve-o para que esteja funcional quando realmente o necessite e não o utilize se não tiver necessidade, porque a montanha não costuma ser o melhor ambiente para a sua conservação.

português (Portugal)